Teoria das Lacunas e a religião

Recapitulando…

Nos dois últimos posts do blog eu falei sobre a minha visão sobre Deus. Você pode vê-los clicando nos links: parte 1 e parte 2.  Neles eu apresentei meus argumentos e, lendo um pouco mais sobre o assunto, vi que ele poderia cair na Teoria das Lacunas. Então eu vou falar um pouco mais sobre essa teoria aqui.

Teoria das Lacunas

A Teoria das Lacunas é uma teoria que diz que tudo que não conseguimos explicar é atribuído à Deus. O astrofísico Neil deGrasse Tyson fala sobre a teoria das lacunas no vídeo abaixo:

Nesse vídeo, fala sobre Deus como um bolso cada vez mais vazio. Isso quer dizer  que muitas coisas que eram atribuídas à divindades foram explicadas pela ciência, de modo que as atribuições divinas diminuem cada vez mais. Desse modo, à medida que a ciência avança, teoricamente, os argumentos a favor de Deus perdem força.

Minha visão e a teoria

Estudando sobre essa teoria e refletindo, cheguei a conclusão de que os meus argumentos poderia cair nessa teoria. Afinal, meu principal argumento é de que a única explicação para o surgimento do universo é Deus. Para mim, a ciência é e sempre será incapaz de explicar o início do mundo pelo simples fato de que eu acho impossível de se explicar.

No meu post anterior, eu falei que um amigo meu discordou de mim falando que isso é algo ainda não compreendido, ao invés de incompreensível. Após refletir muito, principalmente nos argumentos relacionados ao tempo e à matéria, continuo com minha opinião. Não consigo imaginar a ciência explicando esses fatos.

Ainda considero o tempo inexplicável.

Então os meus argumentos caem na teoria das lacunas? Essa é uma pergunta difícil. Eu não considero que caia porque não é simplesmente o fato de a ciência não conseguir explicar. Para mim, o conceito de Deus reside no inexplicável. Não existe antes de Deus porque ele é Deus. Somente Deus poderia criar a matéria. Esse é o meu argumento. Eu não sou uma pessoa religiosa, de modo que eu tento pautar meus argumentos em estudos e reflexões científicas. Assim, considero que minhã visão faz todo sentido, de modo que eu também respeito quem discorda de mim.